segunda-feira, 24 de maio de 2010

Pedreira vai reparar danos em Parada Angélica

Reativar as caixas de contenção foi um compromisso assumido

O diretor da Empresa de Mineração Carneiro (EMC), Franklin Jaña, se comprometeu a reparar todos os danos causados no entorno da área da pedreira e da fábrica de asfalto, em Parada Angélica, no terceiro distrito de Duque de Caxias. A garantia foi dada no final da tarde desta quinta-feira, 20 de maio, durante encontro com o secretário municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento, Samuel Maia, que visitou o local no início da semana atendendo a denúncias de moradores.
Jaña, que estava acompanhado do gerente da EMC Mineração, Pedro Quatrone, disse que a empresa adquiriu a mineradora há oito meses e encontrou vários problemas no local. Segundo ele, as caixas de drenagem não foram construídas dentro dos padrões, descarregando muita sujeira no sistema de esgoto das ruas do entorno. Jaña disse que vai construir novas caixas de contenção, limpar as redes de escoamentos das ruas, refazer o meio-fio das vias por onde os caminhões pesados passam diariamente, além de manter a limpeza periódica das ruas.
Outra medida será a construção de muro e o fechamento do terreno que serve como depósito da mineradora, do lado externo da pedreira. Os diretores da EMC disseram ainda que, para evitar multas e apreensão de caminhões basculantes, vai educar os motoristas a saírem da pedreira com as caçambas cobertas, evitando que sujem as ruas da comunidade.


O terreno da mineradora também deverá ser recuperado

Ao secretário Samuel Maia, o diretor declarou que a usina de asfalto, que funcionava há mais de 40 anos junto à pedreira, não possuia filtros de manga e que, por causa disso, os moradores sofriam com a poluição do ar. Para resolver o problema, a empresa foi obrigada a interromper a fabricação de asfalto por cinco meses.
O cronograma das obras será apresentado ao secretário Samuel Maia até esta quarta-feira, 26 de maio, quando será anunciado a data para o início da recuperação das ruas e das obras internas necessárias para evitar danos à saúde dos moradores. “O governo espera que a empresa inicie logo estas intervenções na região. As melhorias vão beneficiar centenas de moradores que ao longo dos anos viveram trancados dentro de casa por causa da poeira. Outro problema eram os alagamentos das ruas por causa do entupimento do sistema de escoamento”, acrescentou Samuel Maia, que vai acompanhar as obras juntamente com a Secretaria Municipal de Obras e Urbanismo (SMOU).
Texto: Paulo Gomes/Assessoria de Comunicação PMDC
Fotos: Everton Barsan/Assessoria de Comunicação PMDC

6 comentários:

  1. Estaremos aguardando o mais rápido possível esse melhoramento na região. Dia 19/06 teremos outra reunião na Igreja próximo a Mineradora para dar uma satisfação aos moradores, pelo menos o que está veiculando na mídia.Entraremos com o pedido de reparação tb nos danos causados com relação as doenças respiratórias adquiridas e as constru~ções condenadas pela defesa civil. Uma casa desabou ao lado da pedreira e o dono apenas deu os tijolos!Vamos cobrar dele que reconstrua a casa e nós gostaríamos de contar com o apoio do secretario de meio ambiente que esteve no local mas os moradores não o colocaram a par dos acontecimentos com relação ao desabamento que poderia ter matado toda a família do local.Se tivesse acontecida isso as providencias deveriam ser tomadas com mais rigor pois a emprensa estaria apurando os fatos!Estamos de olho e correndo atrás dos prejuizos. Não vamos deixar barato pois nossas vidas estão em jogo!

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de dizer ou melhor afirmar que nem esse e nem ninguém que virá apos esse dono colocará os filtro de manga nessa mineradora pois não se tem supervisão séria nessa município.Quem está cobrando dessa prefeitura é o MPF.(ministério público federal)

    ResponderExcluir
  3. A ignorância não pode ser utilizada para enganar ao Povo!!! É necessário sabermos o seguinte: 01) A Pedreira para funcionar precisa da autorização do governo federal(DNPM)do Exército(Pois usa Dinamite)do governo do Estado INEA(Que dá a licença)o município tem que ter um plano diretor que diz as áreas de ocupação industrial, residencial e não edificantes(Secretaria de Obras e Urbanismo). 02) Quantos anos a pedreira está instalada? A ocupação por moradias é anterior ou posterior a pedreira? Se as moradias são posteriores quem vendeu as terras e permitiu a ocupação?Tem político que recebe ajuda da mineradora?O MPF abriu Inquérito Civil, creio que os fatos virão a ser esclarecidos!As residências tem plantas, projetos e habite-se aprovados na Prefeitura, pois se não tem, como provar que as casas foram construidas corretamente!Direitos e deveres dos governos e do povo, os dois lados devem fazer sua parte. A mineradora paga seus impostos? A questão não é tão simples, a REDUC traz problemas ambientais e sociais, vamos fazer uma campanha para Ela sair de Caxias? Cidadania é pensar o todo e não no meu umbigo! Os moradores devem lutar por seus direitos, embasados na Lei e respeitando o direito de todos.

    Antonio Alves - Morador de Imbariê

    ResponderExcluir
  4. ESSA PEDREIRA SÓ PREJUDICA A POPULAÇÃO!!!!

    ResponderExcluir
  5. A PEDREIRA TAMBÉM DEVERIA REPARAR AS CASAS COM RACHADURAS POR CONTA DOS ESTOUROS PROVOCADOS PELOS MESMOS.

    ResponderExcluir
  6. mas tem um monte ai que trabalha lá né kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir