quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Descoberta de brasileiros pode ajudar a reciclar CO2



CO2 no lugar certo

A contribuição do excesso de emissão de dióxido de carbono (CO2) para as mudanças climáticas globais tem levado a comunidade científica a buscar formas mais eficientes para estocar e diminuir o lançamento do composto para a atmosfera.

Um novo estudo brasileiro abre o caminho para o desenvolvimento de tecnologias que possibilitem capturar quimicamente o CO2 da atmosfera e convertê-lo em produtos que possam ser utilizados pela indústria química.

O trabalho dos pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Presidente Prudente, poderá substituir reagentes altamente tóxicos, utilizados para fabricação de compostos orgânicos usados como pesticidas e fármacos, por "derivados" do dióxido de carbono capturado na atmosfera.

Molécula DBN

O elemento essencial da descoberta está em uma molécula, denominada DBN, uma base orgânica nitrogenada cuja fórmula química é C7H12N2.

Os pesquisadores brasileiros demonstraram que a DBN é capaz de capturar o dióxido de carbono, formando compostos (carbamatos).

Posteriormente, ela pode liberar o CO2 seletivamente a temperaturas moderadas.

Dessa forma, a molécula poderá ser utilizada como modelo para pesquisas sobre a captura seletiva de dióxido de carbono de diversas misturas de gases.

"Essa descoberta abre perspectivas sobre como poderemos fazer com que o composto resultante da ligação da DBN com o dióxido de carbono se forme em maior quantidade. Para isso, temos que estudar possíveis modificações em moléculas que apresentem semelhanças estruturais e funcionais com a DBN para que o composto seja mais eficiente," disse Eduardo René Pérez González, principal autor do estudo.

Tratamento de doenças

De acordo com o professor da Unesp, já se sabia que a DBN é capaz de capturar dióxido de carbono na presença de água.

Por esse processo, a molécula retira um hidrogênio da água, ganha uma carga positiva (próton) e gera íons hidroxílicos (negativos) que atacam o dióxido de carbono, formando bicarbonatos.

Até então, entretanto, não se tinha demonstrado que o composto também é capaz de capturar CO2, formando carbamato, por meio de uma ligação nitrogênio-carbono tipo uretano, que tem relação direta com um processo biológico em que 10% do dióxido de carbono do organismo humano é transportado por moléculas nitrogenadas.

Em função disso, o processo também poderia ser utilizado para o tratamento de determinadas doenças relacionadas com a quantidade de CO2 e seu transporte no organismo.

"Essa descoberta nos leva a pensar que também poderíamos utilizar esse trabalho para fins bioquímicos, tentando, por exemplo, melhorar esse processo para tratamento de doenças relacionadas à concentração de dióxido de carbono nas células e alguns tecidos, como o pulmonar", disse González.

Uso industrial do CO2

Já na área industrial, os carbamatos - como, por exemplo, poliuretanas - derivados da captura de dióxido de carbono pela molécula DBN poderiam substituir tecnologias que utilizam reagentes altamente tóxicos, como o fosgênio, para preparação de compostos orgânicos usados como pesticidas e fármacos e em outras aplicações industriais.

"A possibilidade de se utilizar o dióxido de carbono para construir ou sintetizar moléculas que contêm o agrupamento carbonílico, sem a necessidade de se usar fosgênio ou isocianatos, representaria uma grande vantagem", disse o pesquisador.

Bibliografia:

A comparative solid state 13C NMR and thermal study of CO2 capture by amidines PMDBD and DBN
Fernanda Stuani Pereira, Deuber Lincon da Silva Agostini, Rafael Dias do Espírito Santo, Eduardo Ribeiro deAzevedo, Tito José Bonagamba, Aldo Eloizo Job, Eduardo René Pérez González
Green Chemistry
Vol.: 2011, 13, 2146-2153
DOI: 10.1039/C1GC15457E

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Jardim Gramacho: de lixão a bairro sustentável em Duque de Caxias

Uma das ruas que serão urbanizadas em Jardim Gramacho. O projeto prevê a pavimentação de ruas, a arborização das vias e nova iluminação na localidade de Caxias Foto: Divulgação / Divulgação
Guilherme Amado
Tamanho do texto A A A
O Jardim Gramacho, bairro de Caxias onde fica o aterro sanitário de mesmo nome, será urbanizado pelo governo do estado, com obras que preveem pavimentação de ruas, construção de moradias, praças, áreas para a prática de esportes e de lazer, ciclovias e até lan houses. O governo espera que, por meio de uma parceria com os Estados Unidos, seja obtido ainda este ano o financiamento de R$ 140 milhões para o projeto de tornar Gramacho num bairro sustentável. As obras começariam em 2012.
Apresentado ontem pelo secretário estadual de Ambiente, Carlos Minc,com apoio do Prefeito Zito e Articulado por seu Secretário de Meio Ambiente Samuel Maia o projeto urbanístico pretende dar uma nova cara ao bairro, onde moram cerca de 12 mil pessoas, sendo 2.500 delas catadoras de lixo de Gramacho.
— A ideia é transformar um caso de agressão, humilhação e degradação humana e ambiental em algo sustentável — descreveu Minc e Maia.
Os planos para Gramacho foram mostrados ontem a uma comitiva dos Estados Unidos, para o lançamento da Iniciativa Conjunta sobre Sustentabilidade Urbana entre o Ministério do Meio Ambiente e o governo dos Estados Unidos, no Palácio do Itamaraty, no Centro do Rio.
Parte de um acordo firmado entre a presidente Dilma Rousseff e o presidente americano, Barack Obama, a iniciativa prevê a criação de uma comissão para avaliar projetos de sustentabilidade nas cidades brasileiras. As melhores ideias serão financiadas por empresas americanas.
O lixão de Gramacho será desativado em maio de 2012. Até lá, o governo do estado pretende capacitar os atuais catadores para trabalharem com reciclagem de lixo.
Ainda este ano, segundo Minc, será assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), com a Petrobras, para financiar a construção de galpões e de equipamentos para o trabalho de reciclagem. Até que essas obras estejam prontas, a Secretaria do Ambiente alugou três galpões antigos para que os catadores comecem já a trabalhar.
Saúde dos catadores
Segundo Minc, o governo do estado criou também um grupo de trabalho voltado para cuidar da saúde dos catadores de Gramacho. O secretário disse que 60% das crianças da região têm sarna.
— Aquilo é a sub-África. Fizemos uma pesquisa para identificar as doenças que acometem os catadores e suas famílias para, a partir daí, estabelecer ações — disse o secretário do Ambiente com o apoio de Zito e Samuel Maia.
No Próximo dia 30 de setembro a partir das 09 horas até as 17 horas o governo municipal estará juntamente as cooperativas realizando uma ação cidadã para cadastro, retirada de documentos, cadastro em banco de empregos, levantamento de possibilidades educacionais e demais serviços sociais.

domingo, 25 de setembro de 2011

Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Construção - PCMAT


Obrigatório para os estabelecimentos com 20 trabalhadores ou mais, contemplando os aspectos dispostos na Norma Regulamentadora 18.

O Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção Civil é obrigatório para os estabelecimentos com 20 trabalhadores ou mais, contemplando os aspectos dispostos na Norma Regulamentadora 18 (norma de segurança e medicina do trabalho referente às condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção) e outros dispositivos complementares de segurança. Este Programa deve ser elaborado e executado por profissional legalmente habilitado na área de segurança do trabalho.

Os documentos que integram o PCMAT são:

  • Memorial sobre condições e meio ambiente de trabalho nas atividades e operações;
  • Projeto de execução das proteções coletivas em conformidade com as etapas da execução da obra;
  • Especificação técnica das proteções coletivas e individuais a serem utilizadas;
  • Cronograma da implantação das medidas preventivas definidas no PCMAT;
  • Lay-out inicial do canteiro de obras;
  • Programa educativo de prevenção de acidentes e doenças do trabalho.

O PCMAT deve ser mantido no estabelecimento à disposição do órgão regional do Ministério do Trabalho.



      sábado, 24 de setembro de 2011

      DUQUE DE CAXIAS COMEMORARÁ ANIVERSÁRIO EM ESTILO GLOBAL

      Zito e Mv Bill (contratado da Globo)

      Duque de Caxias será o município que sediará o “Réveillon da Baixada 2012”, a Globo Rio promoveu a Gincana da Baixada, neste sábado (24/09), entre 9h às 14h, no ginásio esportivo da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em Seropédica, onde Caxias sagrou-se campeão. Alunos do ensino fundamental das escolas públicas da região participaram das atividades que visam incentivar a prática de esportes, a educação, a cultura, além de noções de cidadania, trabalho em equipe e a valorização do município de origem.

      A gincana abrangeu diferentes provas como quiz cultural, batalha naval e caça palavras em jornal. Algumas foram preparadas antes, como uma coreografia de até quatro minutos, com 10 integrantes de cada equipe. Outra atividade proposta foi a escolha de um morador para entreter o público e jurados com uma música e adereços especiais. Houveram também provas surpresas, que foram conhecidas somente na hora da competição.

      Nesta edição, os municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaguai, Japeri, Mesquita, Nova Iguaçu, São João de Meriti, Seropédica e Queimados participaram do evento. O projeto prevê contemplar todos os municípios da Baixada Fluminense, sendo assim, o vencedor de um ano participa no ano seguinte da gincana, mas não pode sediar novamente o Réveillon. Em 2010, a Escola Municipal Unidade Integrada, de São João de Meriti, venceu a competição e levou o Réveillon para a cidade. Cerca de 100 mil pessoas deram as boas-vindas a 2011 com um show pirotécnico de 12 minutos e contagem regressiva do cantor Belo e da apresentadora do Vídeo Show Geovanna Tominaga. A festa também contou com shows de Marcelo D2 e Aviões do Forró, além do DJ Detona, durante os intervalos.

      O Secretário de Meio Ambiente de Duque de Caxias Samuel Maia, soube da notícia quando dava os últimos preparativos na Av Brigadeiro Lima e Silva e entorno do Bairro 25 de Agosto, para a Passeata contra a Homofobia que acontecerá do dia 25/09 e comemorou:"Esta conquista mostra que temos garra, vontade e por isso, somos vitoriosos! Tenho certeza que será uma festa que entrará para a História!" Afirmou Maia.

      O Prefeito Zito comemorou a vitória e disse que nada melhor no dia do aniversário da cidade 31/12, também comemorar a chegada de um tempo novo, esta vitória coloca a nossa cidade na rota dos mega eventos e mostrará ao mundo a cidade moderna e pujante que e espera que as comemorações do réveillon de 2012 sejam de alegria e Paz para os Caxienses!

      Encontro nacional debate a conservação voluntária de reservas naturais

      O Pantanal é uma Reserva Natural .

      4º Congresso Brasileiro de RPPNs
      Ocorrerá em Porto Alegre - RS
      de 26 a 29 de outubro/2011

      Os desafios da conservação voluntária e a busca pelo desenvolvimento sustentável são os principais temas do 4º Congresso Brasileiro de RPPNs (Reservas Particulares do Patrimônio Natural), promovido pela primeira vez em Porto Alegre, e do 1º Encontro Internacional de Reservas Naturais do Pampa e do Cone Sul. O congresso ocorrerá entre os dias 26 e 29 de outubro no Auditório Dante Barone, da Assembleia Legislativa do RS. A programação conta com palestras, apresentações de trabalhos técnicos, exposições de pôsteres e mini-cursos.

      O evento está sendo organizados pela Associação de Proprietários de RPPNs do Rio Grande do Sul – Charrua, visando à continuidade de trabalhos e esforços realizados em prol da conservação dos remanescentes da Mata Atlântica e do bioma Pampa no Rio Grande do Sul. O encontro é aberto a proprietários de reservas, gestores públicos, representantes de organizações, empresas e comunidades, pesquisadores, estudantes e interessados no tema.

      Duque de Caxias- RJ, deverá apresentar dois trabalhos inéditos um sobre a Rebio-Tinguá (federal) e outro sobre a Rebio-Aequitativa(A Primeira Reserva Biológica Municipal do Estado do RJ). O Secretário Municipal de Meio Ambiente de Duque de Caxias, Samuel Maia, irá estar presente apresentando trabalho sobre o tema.

      Os participantes poderão enviar via internet trabalhos técnicos para serem publicados nos anais do congresso ou produzir pôsteres para serem expostos. Proprietários de RPPNs podem submeter apresentações sobre suas reservas para avaliação e seleção pela comissão organizadora do evento, para participar do quadro RPPN em Destaque. As inscrições para o congresso já estão abertas pelo site www.reservasnaturais.org.br. O participante deve preencher a ficha online e realizar depósito no valor de R$ 100,00 na conta da Charrua. Em seguida, o participante deve enviar cópia do comprovante de pagamento para o e-mail 4cbrppn@gmail.com, para confirmar a inscrição. Mais informações sobre o evento no site www.reservasnaturais.org.br .




      quinta-feira, 22 de setembro de 2011

      CAXIAS EM PARCERIA COM INEA AUMENTAM PROTEÇÂO AMBIENTAL

      Zito e Marilene Ramos Defendem a Criação de Mais uma Unidade de Conservação


      APA DO ALTO IGUAÇU TERÁ AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA CRIAÇÃO EM 04/10/2011


      A Baixada Fluminense e em especial Duque de Caxias, ganhará mais uma Unidade de Conservação, dentro do Projeto de tornar a cidade da baixada modelo de sustentabilidade e a articulação do responsável pela área ambiental do município Secretário Samuel Maia, junto ao INEA, SEA e COPPE/UFRJ. O Prefeito Zito reuniu-se com a Presidente do INEA Marilene Ramos e juntos bateram o martelo. Será criada a APA Estadual do Alto Iguaçu, compreendendo os municípios de Nova Iguaçú, Belford Roxo e Duque de Caxias, sendo que 65% do total da área estará em território caxiense.


      A área dentro de Duque de Caxias abrangerá os Bairros Rurais de Piranema, Amapá, Capivari e Cidade dos Meninos. A medida visa controlar a ocupação, pois estas áreas são polders naturais de cheias em épocas de chuva e transbordo de rio.


      O Prefeito Zito Apoiou a proposta e deu a responsabilidade de acompanhar o INEA no desenvolvimento do projeto a Maia.


      O Secretário Samuel Maia afirmou que a conquista é fruto de uma governança refinada entre os entes federativos e a sociedade civil.


      Consulta Pública para Criação da APA do Alto Iguaçu
      Data e horário: dia 04/10/2011, às 17 h
      Local: Auditório da Firjan – Rua Gerson Chernicharo s/nº – Bairro da
      Luz – Nova Iguaçu (Unidade do SENAI)

      CÓDIGO FLORESTAL PASSA NA CCJ DO SENADO


      Greenpeace protesta contra novo Código Florestal

      Greenpeace protesta contra novo Código Florestal- Foto: /André Coelho

      Catarina Alencastro, O Globo

      Em uma sessão longa e tensa, na qual foram apresentados 11 requerimentos de destaques e um voto em separado, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira o relatório do senador Luiz Henrique (PMDB-SC) sobre o Código Florestal . O texto foi aprovado por maioria, com apenas cinco senadores votando contra: Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Marcelo Crivella (PRB-RJ) Ana Rita (PT-ES), Lindbergh Farias (PT-RJ) e Antonio Carlos Valadares (PSB-SE).

      A aprovação do texto só foi possível depois que o relator se comprometeu a analisar todas as emendas apresentadas por seus colegas nas próximas comissões. Luiz Henrique também é relator da matéria na Comissão de Agricultura e na Comissão de Ciência e Tecnologia.

      O senador Ranfolfe Rodrigues (PSOL-AP) apresentou um voto em separado, contestando a constitucionalidade do relatório. Além dele, outros senadores - tanto identificados com os ruralistas quanto com ambientalistas - também fizeram referência a inconstitucionalidades do texto.

      - Em vários pontos, esse projeto, se aprovado, violará a Constituição em vários dispositivos. Temos que decidir se vamos manter o texto e rasgar a Constituição. Venho de um estado em que 72% da economia depende do setor produtivo. Este projeto não trará segurança jurídica. Teremos milhares de ações contestando. Um processo no Brasil demora 12 anos. E o setor produtivo vai ficar com esta insegurança? - questionou Pedro Taques (PDT-MT).


      quarta-feira, 21 de setembro de 2011

      MMA abre consulta pública para Rio+20

      Por Ministério de Meio Ambiente

      O Ministério do Meio Ambiente (MMA) abriu Consulta Pública para ouvir os interessados em apresentar sugestões às propostas que serão encaminhadas pelo Governo brasileiro à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20. A iniciativa visa garantir um processo inclusivo e transparente na elaboração da submissão nacional que o País encaminhará ao Secretariado da ONU até o dia 1º de novembro próximo.

      A Consulta Pública consiste em um questionário de 11 perguntas. Cada pergunta deverá ser respondida em caráter individual ou em nome de qualquer organização, em no máximo 20 linhas, em fonte Times New Roman tamanho 12. Os questionários respondidos deverão ser encaminhados, até o dia 25 de setembro de 2011, em formato .doc, ao endereço eletrônico rio2012@mma.gov.br.

      Posteriormente, o MMA divulgará o documento apresentado pelo Governo brasileiro ao Secretariado da ONU, bem como a síntese das contribuições recebidas por meio da Consulta Pública.

      O texto-base da Consulta Pública e o questionário estão disponíveis no endereço: http://hotsite.mma.gov.br/rio20/consulta-publica-4/

      O Secretário Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento Samuel Maia, está nas articulações de Fóruns que estão debatendo e construindo uma agenda positiva para a Baixada Fluminense para o Evento.

      A Rio+20 ocorre em junho de 2012, na cidade do Rio de Janeiro, e marca os vinte anos da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, conhecida como Rio 92.

      Mais Informações: Assessoria Extraordinária do MMA para a Rio+20: (61) 2028-1189


      terça-feira, 20 de setembro de 2011

      SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE DE DUQUE DE CAXIAS FECHA EMPRESA E SOLICITA PROVIDÊNCIAS AO INEA

      Órgão Municipal de Duque de Caxias e Zito defenderam moradores




      O Manifesto de Resíduos e a Licença Ambiental foram dadas pelo INEA




      A falta de informação, durantes muitos anos, criou em Duque de Caxias a Indústria dos Boatos que favoreciam a desinformação e más intenções, quando não a politicagem.


      No poder público a prática de informar errado e levar o contribuinte a ficar escravo de servidores corruptos através de uma legalidade em não conformidade, levou a empresários e contribuintes a ficarem reféns de visitas nada republicanas por parte da fiscalização, nos governos que antecederam o atual.

      Muitas denuncias feitas, atualmente, o são com intenção política, financeira ou a incompatibilidade de determinado empreendimento e o Plano Diretor. São as eleições de 2012 já dão o tom de muitas matérias jornalisticas!


      Fiscais da Secretária de Meio Ambiente Interditando a Empresa Lixo Zero


      Recentemente a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento interrompeu as atividades da Empresa Lixo Ambiental Zero, no Bairro Figueira, conforme exige a legislação, após interditar informou ao órgão licenciador o Instituto Estadual de Ambiente (INEA), que enviou técnicos ao local e em relatório não manteve a interdição, na ocasião o Ministério Público Estadual indeferiu liminarmente ação de moradores da localidade.


      A Empresa propôs um Termo de Ajuste e Conduta onde cumpriria todas as exigências da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento. TAC feito, semanalmente técnicos monitoraram o cumprimento e chegou-se a conclusão que a Empresa não tinha condições de continuar suas atividades. A SMMAAA solicitou então, como não pode cassar a Licença Ambiental, pois a mesma e os manifestos de Resíduos serem gerados pelo INEA, a cassação do Alvará. A irresponsabilidade política de alguns meios de comunicação, que são propriedade de políticos da cidade, tentou sem frutos gerar um fato político. Contudo, a população enviou mensagens de apoio a atuação da Secretaria Municipal, órgão do Sistema Nacional de Meio Ambiente e, uníco, a tomar providências.

      segunda-feira, 19 de setembro de 2011

      Senado pode votar MP dos Tablets e Código Florestal esta semana


      Mariana Jungmann e Marcos Chagas
      Repórteres da Agência Brasil

      Brasília - A agenda de votações do Senado para esta semana inclui assuntos como o novo Código Florestal, incentivos para a fabricação de tablets nacionais e ainda a permanência de alunos na escola, mesmo com a falta de professor.

      A reforma do Código Florestal brasileiro está na pauta da Comissão de Constituição e Justiça. O relatório do senador Luiz Henrique (PMDB-SC) já foi lido. Com dois pedidos de vista coletivo, a votação não poderá mais ser adiada e deverá mesmo ocorrer na quarta-feira (21).

      Entre os pontos polêmicos, o senador manteve a regularização das áreas já desmatadas até 2008, chamadas de áreas consolidadas. Além disso, ele modificou, a pedido do governo, o trecho que permitia aos estados legislar sobre a redução de áreas de preservação permanente (APPs). Pelo texto do relator, somente o Poder Executivo poderá interferir nessas áreas. O projeto precisa ainda passar pelas comissões de Agricultura, de Ciência e Tecnologia e de Meio Ambiente.

      Já a Comissão de Educação deverá votar, em caráter terminativo, um projeto de lei que proíbe escolas públicas de liberarem mais cedo alunos da educação básica que estejam sem professores. De acordo com o projeto de iniciativa da Câmara dos Deputados, as crianças que estiverem sem aula deverão permanecer no ambiente escolar até o fim do horário letivo fazendo atividades extracurriculares de acordo com a faixa etária e série.

      O relator da matéria, senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), alega que a responsabilidade pelos alunos também é da escola, que deve abrigá-los até o fim do horário previsto. “É imprudente, indevido e equivocado que alunos da rede pública de educação básica sejam encaminhados para suas casas quando há a falta de professores, muitas vezes sem que pais ou responsáveis sejam comunicados”, argumentou o senador. Caso seja aprovado, o texto voltará para a Câmara porque foi alterado pelo Senado.

      Ainda na Comissão de Educação outro projeto que está para ser votado em caráter terminativo estabelece que os feriados que caírem durante a semana sejam adiados para as sextas-feiras seguintes. O texto ressalva os feriados estaduais e municipais, além dos dias 1º de janeiro, 7 de setembro e 25 de dezembro. Os feriados que estiverem previstos para sábados e domingos também não precisarão ser adiados.

      O relator, senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), deu parecer favorável ao projeto com a inclusão de emenda do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) que propõe que os feriados de 12 de outubro e Corpus Christi também não tenham as comemorações adiadas. Se o texto for aprovado com a emenda, terá que retornar à Câmara dos Deputados.

      Já o plenário começa a semana com votações traçadas pela medida provisória que inclui os tablets produzidos no Brasil entre os itens previstos no programa de inclusão digital. Com isso, a fabricação desses equipamentos passa a receber incentivos fiscais que podem baratear em até 31% o preço final para o consumidor. Os tabletssão computadores de mão que podem ser usados, entre outras coisas, para textos, fotografias e acesso àinternet.

      Edição: Talita Cavalcante


      sábado, 17 de setembro de 2011

      Mutirão de limpeza será realizado neste sábado em 15 capitais

      Mutirão no Rio da Mata em Xerém

      O presidente da Febrac e do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Rio (Seac-RJ), Ricardo Garcia, explicou que cada capital escolheu uma região importante e vai desenvolver uma ação nos mesmos moldes da que será realizada no Rio.

      A ação coordenada em nível nacional visa a “passar para a sociedade a importância da área de asseio e conservação, que emprega 1,5 milhão de trabalhadores diretos e contribui de maneira expressiva com a sociedade, por meio da contratação dessas pessoas, que teriam dificuldade de emprego em outros setores”. A Região Sudeste concentra grande parte do efetivo do setor, que é o maior empregador de mão de obra feminina de baixa escolaridade.

      Segundo Garcia, serão mobilizadas entre 150 e 180 pessoas na limpeza da Lagoa Rodrigo de Freitas. O evento conta com apoio da prefeitura e do governo do estado, além da participação de jovens do 44º Grupo de Escoteiros de Copacabana e de estudantes do Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, do Complexo do Alemão.

      Em Manaus, o ponto escolhido para o mutirão de asseio é o Parque dos Bilhares. Em Brasília, a mobilização será no Parque Olhos d’Água; em Belo Horizonte, no Parque Municipal Américo Renné Giannetti; em Cuiabá, na Praça da República, e em Campo Grande, na Praça dos Patins, informou o presidente da Febrac.

      A iniciativa visa a sensibilizar a população para a importância da limpeza das cidades. Isso significa também levar o país rumo ao desenvolvimento, disse Garcia. “Nós temos convicção de que as questões ambientais e de preservação do meio ambiente são fundamentais para termos um país melhor, para que a população possa viver melhor. Nós entendemos que faz parte do processo educacional".

      As empresas de asseio, limpeza e conservação têm faturamento anual em torno de R$ 20 bilhões em todo o país. O setor recolhe cerca de R$ 650 milhões por ano para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e R$ 1,52 bilhão para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os investimentos em treinamento e capacitação de pessoal chegam a R$ 53 milhões. O segmento conta com mais de 11 mil empresas no Brasil.

      Em Duque de Caxias é realizado constantemente este tipo de atividade em parceria com a sociedade civil. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento de Duque de Caxias faz Mutirões de Limpeza em áreas de conservação ambiental, lideradas pelo Secretário Samuel maia.

      Edição: Caxias Mais Verde

      quinta-feira, 15 de setembro de 2011

      PROGRAMA RENDA MELHOR PARA CATADORES DE JD GRAMACHO



      Recepcionado pelo Vice-Prefeito de Duque de Caxias Jorge Amorelli e uma comitiva de Secretários Municipais, dentre Eles o Secretário Municipal de Meio Ambiente Samuel Maia e trazido a cidade pela Deputada Estadual Claise Maria, esteve nesta quinta-feira 15 de setembro, o Secretário Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos Rodrigo Neves.Na reunião de trabalho o Secretário anunciou que o município terá a oportunidade de incluir 28000 famílias no Programa Estadual de Renda Mínima, RENDA MELHOR.

      Na reunião ficou definido que a prioridade do programa, na fase de implantação, será para os catadores de recicláveis do Aterro do Jd Gramacho.

      A Deputada Claise Maria e o Vice Prefeito Jorge Amorelli agradeceram a parceria e disseram estar com o Prefeito Zito de braços abertos para todas as parcerias a favor dos menos favorecidos.

      Samuel Maia

      Foi lembrado pelos presentes o empenho que o Secretário Municipal de Meio Ambiente Samuel Maia, tem feito, para articular todos a favor de um desfecho de sucesso para o encerramento do Aterro de Jd Gramacho e a recuperação sócio-ambiental daquela região. Com a inclusão dos Catadores no Mercado Formal de Trabalho e aumento da Escolaridade.

      terça-feira, 13 de setembro de 2011

      Governo Zito tem Políticas Públicas para LGTB


      Zito recebe a presidente do Grupo Pluralidade e Diversidade

      Zito e o vice-prefeito Joge Amorelli recebem a presidente do GPD,Sharlene Rosa

      O prefeito José Camilo Zito recebeu na segunda-feira, 12 de setembro, a presidente de honra do GPD (Grupo Pluralidade e Diversidade de Duque de Caxias), Sharlene Rosa, para discutir questões referentes a 6ª Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) que acontece no dia 25 de setembro em Duque de Caxias.

      Durante a reunião, o prefeito Zito comunicou o apoio da Prefeitura ao evento, oferecendo parte da infraestrutura necessária para a sua realização. Serão ambulâncias, guardas municipais, banheiros químicos, material informativo de DST´s e camisinhas.

      De acordo com o prefeito, o governo municipal respeita as várias formas de expressão e manifestações. “Vivemos em uma sociedade plural e democrática”, disse Zito, acompanhado do vice-prefeito Jorge Amorelli e Luana Guimarães, do Plantão Social da Prefeitura.


      “Eu acredito no avanço e hoje eu percebi que o governo Zito está avançando no esclarecimento de políticas públicas para a população LGBT”, comentou a presidente do GPD, Sharlene Rosa, durante a reunião com o prefeito.

      No domingo, 11 de setembro, em Belford Roxo, aconteceu a pré-conferência LGBT que contou com a participação da secretária de Assistência Social de Duque de Caxias, Roseli Duarte. O evento é uma preparação para a Conferência Estadual que será realizada em outubro na cidade do Rio de Janeiro.

      “A política pública para a população LGBT é fundamental porque é através delas que a gente vai combater a discriminação e promover a cidadania”, destacou a secretária municipal de Assistência Social, Roseli Duarte.

      Na inauguração do Centro de Referência contra Homofobia, inaugurado recentemente, nas dependências do Restaurante Popular Dom Helder Câmara, ao Lado da Escola de samba Grande Rio, estiveram presentes a Secretária de Assistência Social e o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento Samuel Maia, Secretaria esta que fez o paisagismo no local. Para Samuel Maia o Estado é laico e deve defender o direito a vida a todos independentemente de suas opções religiosas, partidárias, de gênero, de raça e etnia. "O Século XXI é o milênio do reencontro do ser humano consigo mesmo, buscando a sua integração com a natureza e harmonia com os habitantes do planeta!". Afirmou Maia.

      Obama cancela projeto para reduzir poluição do ar

      Samuel Maia e Lisa Jackson Conversam sobre Políticas Públicas Ambientais


      Presidente americano afirmou que medida foi tomada por causa do difícil momento econômico

      O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu à Agência de Proteção Ambiental (EPA, na sigla em inglês), nesta sexta-feira, o cancelamento de um controverso projeto para reduzir a poluição do ar, que desagradava republicanos e alguns líderes empresariais.

      Obama disse que pediu o cancelamento à administradora da EPA, Lisa Jackson, "após uma cuidadosa reflexão". Em comunicado divulgado pela Casa Branca, ele justificou a medida ressaltando a necessidade de reduzir a burocracia e a incerteza para as empresas, em um momento em que a economia continua se recuperando.

      A decisão representa uma vitória para a comunidade empresarial, que pedia o adiamento do projeto justificando franqueza na economia. Esta sexta-feira, o Departamento de Trabalho anunciou que a taxa de desemprego não passa por mudanças desde agosto, e permanece em 9,1%, um nível elevado. O país acumula 14 milhões de desempregados, número que não se altera desde abril.

      Em janeiro de 2010, a EPA havia proposto regulamen

      Apesar do adiamento da medida, Obama reafirmou que o compromisso do seu governo "com a proteção da saúde pública e meio ambiente é inabalável". "Meu governo tomou algumas das ações mais fortes para proteger nosso meio ambiente e a saúde das nossas famílias desde que a Lei do Ar Limpo foi promulgada, há quatro décadas", afirmou.

      A decisão de Obama foi rejeitada por organizações ambientalistas, como a Liga de Eleitores em favor da Conservação do Meio Ambiente (LCV, em inglês). O presidente da Liga, Gene Karpinski, disse que a atitude do governo "é uma grande vitória para as corporações poluidoras e uma grande perda para a saúde pública."

      tar a concentração permitida de ozônio no ar entre 60 e 70 partes por trilhão, contra o valor de 75 partes por trilhão adotado durante o governo do republicano George W. Bush. Obama afirma que vai reconsiderar os valores mais baixos em 2013.

      Para o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento, Samuel Maia, não é possível mais os governos ficarem reféns dos interesses das corporações:"O Meio Ambiente, tem como princípio mundial o direito transindividual, ou seja, deve-se advogar para toda a humanidade e não para um setor específico. Precisamos entender que quem está em risco é o ser humano, não é possível ficarmos reféns de interesses econômicos", afirmou Samuel Maia que esteve recentemente com a administradora da EPA Lisa Jackson.


      sábado, 10 de setembro de 2011

      Ganhe Cinco Mil Reais Para uma Ação Ambiental

      A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento de Duque de Caxias, em parceria com a multinacional LANXESS Promovem o Concurso Ciclo Verde – edição 2011.



      O projeto viaja até as cidades de Duque de Caxias (RJ), Montenegro (RS), Nova Santa Rita (RS) e Triunfo (RS) com a finalidade de promover projetos ambientais nas comunidades onde a LANXESS está presente.

      O objetivo é que os projetos vencedores sejam realizados nas localidades onde as unidades da empresa estão localizadas.

      Mecanismo do concurso

      A LANXESS lança o concurso e receberá propostas para projetos ambientais a serem realizados nas comunidades onde algumas de nossas unidades estão localizadas. Um corpo de jurados formados por colaboradores da LANXESS e prefeituras parceiras escolherá os melhores projetos que serão colocados em prática junto com os participantes. O valor máximo de cada projeto é R$ 5.000,00 (cinco mil reais). A LANXESS financiará o máximo de projetos que seu orçamento permitir sendo, no mínimo, um projeto por município participante. O Secretário Municipal de Meio Ambiente de Duque de Caxias, acredita em idéias criativas e originais: “O nosso povo é de uma criatividade e resistência impar!” afirmou Maia.

      As inscrições poderão ser feitas até 31 de outubro e o resultado sai em dezembro.

      A ficha de inscrição estará disponível no site da Lanxess (www.lanxess.com.br). Os documentos poderão ser enviados por e-mail para iniciativa.e3@lanxess.com, pelos Correios para o setor de Comunicação Corporativa Ciclo Verde da Lanxess Ind. Prod. Químicos e Plásticos Ltda., na Avenida Maria Coelho Aguiar, 1215, Bloco B, 2º andar, Cep 05804-900, São Paulo, SP

      Samuel Maia e Marina Unidos contra mudança do Código Florestal

      Marina cobra mudança no texto do Código Florestal

      A ex-ministra do Meio Ambiente e candidata derrotada do PV à Presidência, Marina Silva (sem partido), alertou hoje sobre a situação delicada da presidente Dilma Rousseff em relação ao novo Código Florestal. No lançamento do Comitê Rio em Defesa das Florestas, Marina cobrou responsabilidade da base do governo no Senado para que não referende as mudanças na legislação aprovadas pela Câmara em maio. Segundo a ex-ministra, a manutenção do texto do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) forçará a presidente a vetar o projeto.

      "Se não mudarem esse texto, nós vamos ter que fazer uma campanha para que a presidente vete. Ela prometeu no segundo turno (da campanha eleitoral) que vetaria qualquer projeto que signifique aumento de desmatamento e anistia para desmatadores", argumentou Marina. "Se não vetar, vai ficar contra os 80% da população que, segundo pesquisa Datafolha, não quer esse texto. Se ela vetar, vai ficar contra 80% do Congresso Nacional, que votou esse texto. É uma situação difícil", atestou a ex-ministra.

      Marina ainda fez analogia entre o movimento contra a corrupção, que promoveu protestos em diversas cidades do País durante o feriado da Independência, e a luta contra as mudanças no Código Florestal. "Se é desvio de dinheiro público, a população entende e se mobiliza. Mas quando se trata de desvios no patrimônio público natural, é mais difícil para as pessoas entenderem", afirmou a ex-ministra. "Esse evento tem um caráter pedagógico. Vamos somar para dar um basta àquilo que é desvio de dinheiro e patrimônio públicos. Tanto financeiros quanto dos recursos naturais".

      Sucessor de Marina no Ministério do Meio Ambiente e atual secretário de Estado de Ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc citou três pontos do novo código florestal que os ambientalistas consideram mais preocupantes: anistia irrestrita para os desmatadores, descentralização para que os Estados possam criar seus próprios códigos florestais e autorização para que os topos dos morros e encostas sejam ocupados para atividades econômicas, como pecuária.

      "Estive no Senado para um debate com ex-ministros e uns 30 senadores. O clima lá é muito melhor do que na Câmara. Isso não significa que vai sair de lá um texto maravilhoso. A nossa ideia é reduzir o dano", explicou Minc. "Além disso, a presidenta Dilma manteve o compromisso conosco de vetar aqueles pontos que representassem anistia total para o desmatador ilegal e os pontos que estabeleçam a redução das reservas legais ou áreas de proteção permanente", disse o ex-ministro.

      O Secretário Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Abastecimento de Duque de Caxias, Samuel Maia que enviou representante ao Teatro Tom Jobim e mensagem de Apoio afirma:"Os especuladores imobiliários, os grilheiros de terras de públicas nas regiões metropolitanas que são as margens de APP, o agronegócio e os que veêm a natureza apenas como lucros presumíveis querem a mudança do código florestal! A luta está clara, de um lado os que querem apenas explorar e auferir lucros de outro nós que acreditamos no desenvolvimento sustentável!". Afirmou Maia

      quarta-feira, 7 de setembro de 2011

      WASHINGTHON REIS DESRESPEITA VOTO CAXIENSE

      Saiu na coluna Panorama Político em Brasília, de O Globo, de 19 de agosto último

      Flagrante - Enquanto o ministro Paulo Sérgio Passos (Transportes) prestava esclarecimentos na Câmara, anteontem, sobre as denúncias de irregularidades na pasta os deputados Washington Reis (PMDB-RJ) e Francisco Escórcio (PMDB-MA), na foto, sentados na primeira fila da audiência pública, assistiam, no computador a um jogo de futebol. A brincadeira durou cerca de 40 minutos.

      Durante o depoimento no dia 17 de agosto, do ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos , na Câmara, a respeito de denúncias de irregularidade na pasta, seus esclarecimentos, não foram capazes de monopolizar a atenção dos deputados presentes. Dois deles - Washington Reis (PMDB-RJ) e Francisco Escórcio (PMDB-MA) - foram flagrados acompanhando uma partida de futebol num aparelho de DVD portátil, bem na primeira fileira da audiência, como mostrou na sexta-feira (dia 19) o colunista de O GLOBO Ilimar Franco. Os parlamentares, argumentara que tratava-se de uma partida beneficente, realizada em 6 de agosto deste ano em São Luís e que isso não teria durado mais de cinco minutos, disseram. No entanto, a reportagem do GLOBO, presente durante o depoimento, constatou que eles gastaram cerca de 40 minutos acompanhando o jogo e outras imagens no aparelho.

      O argumento de que o depoimento durou muito tempo foi evocado por Washington Reis:

      - Eu cheguei à audiência às 8h e saí às 16h, com dor de cabeça e sem ter almoçado - diz, afirmando ainda que foi Escórcio quem levou o DVD portátil para a audiência.

      Será que foi para isto que os eleitores votaram no ex-prefeito de Duque de Caxias? Se lá Câmara dos Deputados, onde há inúmeros jornalistas ele assim procede, imagine se por um acaso vier a ser eleito, como agirá em seu gabinete, longe dos olhos da imprensa. Eleitores de Duque de Caxias, cuidado com o seu voto. Não vá perdê-lo.

      Fonte: DC News